O WeLuv bateu um papo com Renan Tavarez, bem conhecido dos backstages: é manager dos artistas Illusionize, Victor Lou e Talking Machines.

A conversa foi sobre o seu projeto cultural Connect, ao qual é o idealizador e tem como sócios Enrico Cherbino (Utopya – SP) e Pedro Mendes (Illusionize), além de Flávio Fernandes (Ressonar Festival & Kubik), no recém Connect Lab.

Além de estar inserido na cena, Renan é um estudante ativo. Autodidata no que se refere a marketing, psicologia e filosofia. Junte todo esse conhecimento, com música eletrônica, e o amor pelas câmeras: o Connect é um projeto underground, que tem a educação musical como direção. As pessoas podem assistir, ouvir e aprender, sendo essa uma concepção simples entre a música, porém relevante.

Depoimento a PAULA PIRES
Fotos JEAN FLANDERS e VINICIUS MIRANDA (Image Dealers/ CONNECT)

O INSIGHT
Em 2006, eu trabalhava em paralelo com um portal de entretenimento, onde divulgávamos estabelecimentos dentro do nicho de música eletrônica. Meu emprego era de vendedor de equipamentos de telecom, o que me fascinava, pois trabalhava com hardware desde os 12 anos…  Assim que descobri equipamentos wireless e câmeras IP, onde você poderia administrá-las em casa (novidade na época). Eu tive a ideia de colocar câmeras em casas noturnas da região, a intenção era das melhores, mas a inclusão do projeto foi um fracasso, alguns fatores básicos impediram de realizar o projeto na época, como velocidade da internet e o cenário da música eletrônica.
aspas

Engavetei o projeto por muito tempo… me afastei da música e segui por outros caminhos. Em 2010 surgiu o Boiler Room, o que me deixou entusiasmado, já que estavam filmando uma suposta balada, tudo muito perfeito. Virei fã em 2013, e em 2015 vi uma grande oportunidade de realizar o projeto engavetado por quase 10 anos. Esse retorno deu-se ao meu envolvimento com a cena eletrônica e o trabalho que venho desenvolvendo hoje com alguns parceiros.”

 

PARCERIAS DE PESO
Pelo Connect já passaram nomes como: Gabe, Ellie Ka, Beep Dee, Kanio, Olivier Giacomotto, D-Nox, Illusionize, Antonela Giampietro, Bhaskar Petrillo e muitos produtores de alto nível no Brasil.

PRÓXIMOS NORTES
Nossos próximos passos estão envolvidos em nosso projeto aberto Raw Session, abertos ao público e transmitido ao vivo. Mas a nossa busca é por artistas que estão interessados em nos mostrar algum diferencial a ser apresentado no mercado.

UNDERGROUND X MAINSTREAM
É uma boa pergunta e que gera discussões… O underground é um termo usado muito antes dos anos 50, intitulavam-se Underground os “degenerados” aos olhos da sociedade e, nos dias de hoje, utilizamos como abordagem para separar o que é comercial, alternativo e artistas expoentes que não chegaram ao grande público, isso na melhor definição resumida possível. Está longe do underground ser o novo mainstream, por mais que os gêneros se destaquem, seja techno, trance etc. É um life style, só quem se envolve, frequenta e contribui, entende o sentido da palavra. A música não existe para criar divisões, mas conexões entre amizades, esse é o sentido do Connect. Quem realmente gosta do “underground” entende que a educação e respeito estão em primeiro lugar, enquanto uns atacam os outros, nós estamos fazendo nossa história.

Por dentro do Connect

Connect Live
Eventos periódicos, apenas para convidados, com grandes produtores de música eletrônica.

 

Connect Podcast
Podcasts com grandes nomes da cena. Já está em sua 55º edição.

Connect Lab
Espaço educativo, onde o professor de música e médico Flávio Fernandes rege com participações de DJs importantes.

 

Raw Session (em lançamento)
Em breve serão realizados eventos abertos ao público com transmissão ao vivo.

Documentários (em desenvolvimento)
Abordagem clara e dinâmica da música em suas diversas esferas, envolvendo toda sua filosofia.

 

[box type=”shadow”] No que o Connect difere aos demais projetos por ai?

O Connect não é simplesmente um projeto tirado do papel, que visa lucros. Além de envolver as diversas mídias, ele se preocupa com o lado educativo da música. Suas edições Connect Live são um belo exemplo, os frequentadores são apenas convidados e simpatizantes do projeto. Assim, as pessoas podem assistir, ouvir e aprender. É uma conexão simples entre a música, porém marcante.

[/box]

 

 

Saiba mais do projeto em sua Fanpage:

X