Álcool sintético não conterá acetaldeído: o ingrediente que induz a ressaca.

O cientista e professor do Colégio Imperial de Londres, David Nutt, procura substituir o álcool por um sintético, intitulado como “Alcosynth”. O Alcosynth imita os efeitos emocionais felizes e alegres do álcool, omitindo os efeitos corporais adversos, como dores de cabeça, náuseas e dores gerais corporaes, que muitas vezes ultrapassam a noite fora. A alternativa alcoólica não conterá acetaldeído: o ingrediente que induz a ressaca.

Para chegarem até o “Alcosynth” houveram vários testes, Nutt e seu grupo de pesquisa trabalharam com 80 substâncias diferentes durante um período de dez anos, restringindo esse número a cinco substâncias. O cientista e sua equipe escolherão colaboravelmente a substância que representa a menor ameaça à função cerebral para a Food Standard Agency, a versão britânica da FDA.

Uma vez aprovado pela FSA, o professor colocará o “Alcosynth” nos bares do Reino Unido, com o objetivo de ter o substituto em 100 bares até 2020. Nutt observa seu desejo de substituir completamente o álcool por “Alcosynth” até 2050. O empreendimento, no entanto, não será um barato. As avaliações de segurança preventivas do produto chegam a US $ 11,8 milhões.

“[Alcosynth] estará ao lado do whisky e do gim”, diz Nutt, “eles [bartenders] colocarão o alcosynth em seu coquetel e então você terá o prazer sem prejudicar seu fígado e seu coração.”  Vendo isso, a introdução de Alcosynth e a subversão potencial de álcool regular será um processo que requer vários anos de preparação.

X